BAIRRISMO TUPINIQUIM

BAIRRISMO TUPINIQUIM

Olhar, quando amplo, limitado ao próprio ‘quintal’ é questão de “ordem” — outrem não nos diz respeito — no contesto da pregação do interesse individual sobreposto a compreensão da vida em sentido lato, e isto desconfigura o HOMEM como ser-social planetariamente, compreendido no habitat- terráqueo  independente de circunscrições “geopolíticas” (ditos países ou nações).
Incomodado ante aos desencontros que geramos, registrei, graficamente, no livro Aversão Comentada (1a. e 2a. edições, em 2001 e 2002) descontentamento mediante cuidadosos apanhados e relatos, inclusive históricos abrangentes, aproximadamente, 2.300 anos, e, pasme, conteúdo em 122 páginas.
Desde o início da adolescência, quando possível, leio e/ou ouço, diariamente, noticiário, e, hoje, constatei noticiarista da rádio CBN dizer  “É lamentável que isso  (assassinato de candidato à prefeitura de Itumbiara-Goiás e tentativa de homicídio do seu vice por atirador, também morto) aconteça em nosso país”. Sentimento restrito quanto a espaço-geográfico, ou seja, acaso os crimes contra pessoas e vida ocorressem (o que, infelizmente acontecem diariamente) noutros cantos do planeta terra, não seria, à luz da ótica exposta pelo noticiarista, lamentável João S. Souza