Independentes

Categoria: Charge Page 5 of 6

RESISTENTE

INÚTEIS, TALVEZ, TENTATIVAS, MAS, MEU LEMA É PERSISTÊNCIA —
ALEGRE, FELIZ FIM-de-SEMANA!

C U I D A D O!

Doenças silenciosas, bacterianas ou viróticas (lullopetismus e bolsonittis), tons avermelhado e esverdeado, respectivamente, em formatos indecifráveis, penetram nas membranas reginais do cérebro. Os sintomas no começo são leves (“nem gosto tanto daquele ou desse elemento”), mas, aos poucos, surgem, ativamente, procedimentos estranhos, falas desconexas e/ou desencontradas sobre questões como nazismo, ditadura, tortura e democracia, fase males alojados na parte esquerda do córtex pré-frontal, que responde pela operação da inteligência, assim, criam “compreensão” invertida à demonstração de desagradáveis atitudes em brados “rouba, mas, faz” e “corrupção é compensada face desvirtusmento de quem apura crime”, vice-versa, assim, os indivíduos acometidos por tais moléstias bradam, frontalmente, entre si, com palavras-de-ordem “fascistas”, “esquerdistas”, “comunistas”, e misturam os seus significados.
Pacientes sem tratamento sofrem de avanços virulentos das patologias, expõem piora das manifestações, a torto a direito, com risco de disseminação social.
Acaso eventuais perdas de amigos em razão de crise dessas anomalias, saiba da possibilidade retomadas de melhorias do MEIO, reencontro de PAZ, dessa forma, ‘curtas’ e compartilhas a evitar acometimento de qualquer desses incômodos a outrem
!

CAPITAL e LUCRO de ALGUNS ACIMA de TODOS!

Salvaguardei de atropelamento transeunte no passeio, rua Juiz de Fora, Belo Horizonte.

“I V O”

Santo, usado, demagogicamente, por cúpula da OAB/MG ao substituir o anterior título  “Hospital do Advogado”, o que constatei quando numa reunião emergencial e ‘tensa’ com  o diretor, naquele tempo, da CAA, Luiz Carlos Mangaba, que me noticiara  a tal alteração do NOME da unidade hospitalar, até aquela época sob a direção real da Caixa de Assistência do Advogado, e, na referida oportunidade, eu repudiei, veementemente, o até então propósito maléfico a nossa Classe-profissional, diga-se, in casu, fomentadora financeira direta (pagamentos anuidades e taxas) e indireta (durante vigor da participação/arrecadação através da taxa/custa judiciária).

Pouco tempo após o mencionado entrevero apareceu o resultado ruim previsto, qual seja a transferência da instituição-hospital para o controle da Unimed, por razão meramente MERCANTIL, acaso não se enquadra, também,  imoralidade.              

João S. Souza

Page 5 of 6

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén