ENXERGO, ENOJADAMENTE, NACIONALISMO

ENXERGO, ENOJADAMENTE, NACIONALISMO

 Este, odiosa barreira a separar, entre si, a espécie humana, além doutras, que, na forma tronxa ou atravessada, não permite, quando possível, tráfego (trânsito) de pessoas, aves, répteis e mamíferos , estes, animais irracionais, acaso “estrangeiros”, diferenciados no que tange à chamada lei de proteção ambiental, inclusive, que permite aprisionamento e abate desses seres vindos/originários ou trazidos de fora do “território brasileiro”. 

Entenda: a Terra constitui um único habitat.
Finalmente, concluo e opino quanto à “transação” entre Brasil e Bolívia, relativo à refinaria construída lá pela Petrobrás (exposta em vídeo): à luz do bonsenso é inaceitavel “despir um santo para cobrir outro” ou assistir (proteger) alguns necessitados em detrimento (prejuízo) de outros tão ou mais famintos (em número e grau) existentes no Brasil (Norte ao Sul e do Leste ao Oeste).
Compartinhas não apenas objetos da produção de terceiros-distantes ou desconhecidos, caríssimos(as) convivas, porque simples e, talvez, irrelevantes posicionamentos contribuirão com eventuais necessárias mudanças à melhoria do meio geral, quiça universalmente!
João S. Souza