ESPERANÇA, POR SI, NÃO PRODUZ MAGIA

ESPERANÇA, POR SI, NÃO PRODUZ MAGIA

TEMPO envolto à VIDA, influente e regente sobre TUDO — nascimento, crescimento, amor, ódio, apogeu, declínio, perecimento — e perante TODOS.
A propósito, ouça-me nesta “página” em ATENÇÃO às feituras das nossas letras (‘leitura’) e, também, melodias das composições “REFLEXÃO”, “FEITO AFEIÇÃO” e “O ABSTRATO DESATINO”.
Não abandone(mos) quem (e o que) está próximo (ao alcance das nossas “mãos”).