EXCRESCÊNCIA

EXCRESCÊNCIA

Não mais falamos Português no Brasil.
Pessoas de outros países, inclusive de Portugal, que buscam em compêndio idiomático pátrio as necessárias informações à compreensão, ao chegarem nesta terra, sentem-se completamente desnorteadas, mesmo em ambientes escolares, não por outra principal causa “universidades de Portugal não estão preparadas para invasão de estudantes brasileiros.”
“Eu estava usando um termo da psicologia que é usado no Brasil e o professor disse ‘fala em português’. Eu disse que estava falando e ele disse ‘não, isso aí é brasileiro, fala português correcto’”, é um dos exemplos dados por uma aluna de 24 anos que em 2014 escolheu Portugal como destino de intercâmbio
(publicação ‘DCM’)”.
Aqui é regular mau uso da Palavra, principalmente na forma oral, fala-se tantos absurdos diuturnamente (“vai ficar, “vai voltar, “acaba” isso, “acabou” aquilo, “fica/ficou” aqui ou acolá etc.), dessa maneira, instituído tupiniquês!