IMPROVISAÇÃO RECORRENTE

IMPROVISAÇÃO RECORRENTE

Hoje, 16/11/16, enxaguado, pluviometricamente, durante o “feriadão” estendido da sexta-feira à terça-feira, e, embora, a correria nesta quarta-feira, ao final da tarde, lançei-me concursando de fotografia, apresentei duas capturas de ‘flagrantes’, portanto, em jogo mais improvisos, também, sob o mesmo diapasão, respondi questionário, solicitada auto-apresentação, e, dessa maneira, declarei-me como demostra imagem da TELA do site onde me inscrevi: Escrevo como hábito, na qualidade de advogado trabalho por dever-ao-ofício; jornalismo exerço, eventualmente, como desabafo, e a música é contraponto aos absurdos que meus tímpanos indefesos registram.
Assim, percorro a finita trilha da VIDA sem saber aonde é até quando chegar. João S. Souza