M Í S E R O S  H U M A N O S

M Í S E R O S   H U M A N O S

M Í S E R O S  H U M A N O S

L A G O A   d a    P A M P U L H A  

 “Administração” municipal — BELO  HORIZONTE  — consumiu,

aproximadamente, R$1 bilhão de

reais, inclusive o último

consórcio (empresa),

“especialista” despoluição, 

partícipe do desperdício gerador 

do contínuo e insuportável

mau-cheiro, que, ironicamente,

patrimônio da humanidade, 

               título conferido pela 

ONU – Organização Nações Unidas.   

 João S. Souza