M_E_D_I_O_C_R_Á_T_I_C_O

M_E_D_I_O_C_R_Á_T_I_C_O

Proliferação do RUIM (péssimo), inclusive relativo a linguagem e, claro, “modus operandi” de crimes e, óbivio, as operações de bandidos, constituem-se falta de compreensão e/ou avaliação entre propriedade (adequado) e INCONVENIÊNCIA (não recomendado) ou irrazoabilidade!
Volumes de dados, principalmente “colas” (cópias), não representam, necessariamente, inteligência produtiva, convenhamos!
Salvo engano, gente que não lê tem preferência ou gosto por espalhar à coletividade degeneração, embora, aceitável cultivo (prática) pessoal (interiormente) mediante opção por gêneros visivelmente absurdos à luz da RAZÃO (raciocínio), desde que o faça particularmente (isolado e individualmente)

João S. Souza