PASTOR-CRISTÃO

PASTOR-CRISTÃO

“Evangelizador”, 8/12/16, em vez de desculpa sincera, preferira ironizar, dessa maneira, mais uma vez, comprovou atuação sob dupla-personalidade, porque sempre contraditórias tuas ações, além de desrespeitosas, sequer expõe mínima qualidade cristã ante a quem te fez concessões humanas, inclusive após sentença judicial desfavorável aos teus descabidos pleitos, isto, quando dos contatos sociomorais, e, ora, tu fizeste, novamente, “repiques”, ofensas a mim, cujo propósito é fingir arrependimento por atitudes indesejáveis a humano, desde a constatação da inadimplência relativa a dever assumido, documentalmente, na qualidade de contratante e ex-locatário deste advogado.
Não pretendo, doravante, despender tempo, tampouco gastar minhas digitais contigo, pois, pelo que apresentas, há exageros de exposições de maldade e ignorância, este segundo adjetivo, o mais terrível e temível por quem luta por melhorias, e, modéstia às favas, é o que pratico, incessantemente, sob propósito de modificação desse horroroso quadro nacional.
Deus cuidará, certamente, de amainar a alma do descrente, miserável-contumaz, porque há tempo a mudanças, edificação enquanto possuir VIDA!

João Souza