Independentes

Mês: Junho 2019 Page 1 of 2

C U I D A D O!

Doenças silenciosas, bacterianas ou viróticas (lullopetismus e bolsonittis), tons avermelhado e esverdeado, respectivamente, em formatos indecifráveis, penetram nas membranas reginais do cérebro. Os sintomas no começo são leves (“nem gosto tanto daquele ou desse elemento”), mas, aos poucos, surgem, ativamente, procedimentos estranhos, falas desconexas e/ou desencontradas sobre questões como nazismo, ditadura, tortura e democracia, fase males alojados na parte esquerda do córtex pré-frontal, que responde pela operação da inteligência, assim, criam “compreensão” invertida à demonstração de desagradáveis atitudes em brados “rouba, mas, faz” e “corrupção é compensada face desvirtusmento de quem apura crime”, vice-versa, assim, os indivíduos acometidos por tais moléstias bradam, frontalmente, entre si, com palavras-de-ordem “fascistas”, “esquerdistas”, “comunistas”, e misturam os seus significados.
Pacientes sem tratamento sofrem de avanços virulentos das patologias, expõem piora das manifestações, a torto a direito, com risco de disseminação social.
Acaso eventuais perdas de amigos em razão de crise dessas anomalias, saiba da possibilidade retomadas de melhorias do MEIO, reencontro de PAZ, dessa forma, ‘curtas’ e compartilhas a evitar acometimento de qualquer desses incômodos a outrem
!

“INCÓGNITA”

Inócuo, inválido sentido de oitiva da expressão “orgulho de ser mulher” ou “homem” a objetivar “prestígio” em razão de eventuais êxitos profissionais (materiais) ou atuações funcionais (esportivo etc.)?
Gêneros
(feminino e masculino) atributos naturais, significam, claro, dádivas da Natureza, portanto, independem de escolha pessoal, seja por nascituro, também improvável fazê-lo seus genitores, ao menos por enquanto, pois, à luz da ciência indisponível a comum-mortal , assim, existencialmente dispensável louvação a condição de portador de distintos sexos, que, sob análise simples de compreensão da normalidade, jamais influenciador — vocábulo utilizado, atualmente, nas “mídias sociais” — quanto a eventuais atuações humanas, apenas distinção em respeito a aspecto fisiológico ou, mais objetivamente, relativa especificidade física, jamais influencia a formação sociomoral, pois, caráter é constituição de atitudes humanas (exercício de viver), não atributos à mostra externamente, tampouco corresponde à estética.
João S. Souza

P R E C A U Ç Ã O

Doenças silenciosas, bacterianas ou viróticas (lullopetismus e bolsonittis), tons avermelhado e esverdeado, respectivamente, em formatos indecifráveis, penetram nas membranas da região do cérebro. Sintomas no começo são leves (“nem gosto tanto daquele ou desse elemento”), mas, aos poucos surgem, ativamente, sintomas mais estranhos, falas desconexas e/ou desencontradas sobre nazismo, ditadura, tortura e democracia, fase que os males alojam na parte esquerda do córtex pré-frontal, responsável pela operação da inteligência, criam “compreensão” invertida e demonstrada por desagradáveis atitudes em brados “rouba, mas, faz” e “corrupção é compensada pelos descaminhos de quem apura crime”, vice-versa, assim, bradam, frontalmente, entre si, com palavras-de-ordem “fascistas”, “esquerdistas”, “comunistas”, e misturam os seus significados.
Pacientes sem tratamento sofrem de avanços virulentos das patologias, expõem piora das manifestações, a torto a direito.
Acaso perdeste amigos quando em crise dessas anomalias, saiba da possibilidade retomadas de melhorias do MEIO, reencontro de PAZ, dessa forma, ‘curtas’ e compartilhas a evitar acometimento de qualquer desses incômodos a outrem!

“PANORÂMICA da CLASSE”

Colega(s), portuno, talvez, asseverar, modéstia às favas, este terráqueo-advogado experimentou (e experimenta), ativamente, há, aproximadamente, 40 anos, a vigorante apatia que acomete a Classe a qual pertenço(mos), pois, vezes implementei, pessoal e abandonadamente, atitudes frontais, muitas delas face às diversas “administrações” do Conselho Seccional mineiro, inclusive numa das oportunidades procedi perante o Federal (ofício à Presidência), sem receber apoio e/ou solidariedade explícito e efetivo daqueles que, porventura, conheceram (souberam) das existências de tais procedimentos.
Não sinto necessidade de provar o que pronuncio hoje e, também, produzido outrora, diga-se, feituras abertas, não apenas em relação aos chamados operadores do Direito, entretanto, os registros (
públicos — oficiais e oficiosos) existem e os tenho à exibição a qualquer tempo, inclusive, alguns constantes em livros (publicados) da minha autoria.
Certo que, acaso invocasse assuntos futebolístico e politicagem —
este último vocábulo confundido com significado de Política, tal qual confusão em relação à Anarquia comparda à balbúrdia –, obteriam irrenunciáveis adeptos às referidas discussões.
João Silva de Souza

Page 1 of 2

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén