FALAR não por COTOVELOS

FALAR não por COTOVELOS

Azeredo,  ex-tudo em Minas, condenado a 21 anos de prisão — espera, mansamente, o julgamento do seu recurso –, que, através da sua manobra (renúncia ao mandato de deputado federal), resultará, certamente, nos próximos e breves meses do corrente ano, a pretendida prescrição da pena por antiguidade (alcançará 70 anos), igualmente seus parceiros de ‘MENSALÃO’ e beneficiários do idêntico perdão-legal, são os senhores Clésio Andrade e Valfrido Mares Guia.
Assim, pelo que sei, o indigitado e dito político, em sua longa carreira de transgressor, obteve somente duas únicas condenações definitivas em processos judiciais (Ação Popular por improbidade e outra Rescisória) por minhas exclusivas iniciativas, mediante árduos e duradouros trabalhos (1992 a 2008), nas qualidades de pretenso-cidadão e Advogado — desprendido de interesses financeiro e econômico —, por honra e glória da moral e dos bons costumes desta carcomida nação!

“JUSTIÇA TARDIA É JUSTIÇA NEGADA”  (Pres. Suprema Corte dos EUA).
João S. Souza