FALTA PUDOR

FALTA PUDOR

Miseráveis, os ditos alimentadores e/ou financiadores-de-consumo, fogem de gente honesta e, claro, trabalhadora, contudo, as próprias vítimas têm parte de culpa e, também, responsável pelo “azar”, porque não atuam sob prevenção às possibilidades (eventos-futuros) a partir do próprio nascimento, ou seja, embora, possua fonte de informação (diária, semanal, mensal e anual), mas, preferem (optam) por arrisco (‘sorte’) quase toda existência. Nesta oportunidade, não é (seria) honesto eu omitir (silenciar) quanto a algumas falhas (visíveis ), no que tange à deliberada (talvez inocente) de ocupar, demasiadamente, a mente e o físico com “religiosidade”, esta, administrada, maldosa e convenientemente, por aproveitadores da fé-alheia, pois, crença-pessoal, os comandantes de centenas de seitas, não portam sentimento de obediência à Divindade, porque, independente da sigla, visam, exclusivo é claramente, obtenção de reais vantagens (voto, renda etc.) produzidas por controle sobre “rebanhos”, e pena que pouquíssimos desses comandados conscientizam-se frente a realidade.
Desconheço (desacredito) existir alguém mortal que guarda mais fé do que este, ora falante, especialmente em Deus.
Falem (sei que muitos falaram e dirão) mal ou bem de mim, porém, jamais diga(m) ou dirá(ão) que não falei das flores, por não conseguir carregar comigo a mineiridade
Confio, com alguma desconfiança, na possibilidade de crescimento do humano, e, certamente, consiguiremos solução (superação) frente às inúmeras dificuldades que se nos apresentam como barreiras aos almejos da ALMA!
João S. Souza