“LEI do RETORNO”

“LEI do RETORNO”

Ironicamente, ramo do transporte, principalmente aéreo, que a partir do vigoroso aumento da demanda por viagens aéreas e, consequentemente, retomada de exageradas elevações de valores das suas tarifas (bagagens etc.) e ‘bilhetes’.
O Coronavírus impõe vertiginosa queda da procura por passagens, principalmente da aviação.
Assim, por vias tortas, atualmente, há recusa de eventuais ofertas de preços irrisórios de voos, mesmo porque aeroportos pelo mundo quase lacrados, e as empresas do setor com iminente risco irreversível de falência.

João S. Souza